Protetor solar queridinho do momento: Anthelios AIRlicium

15 de fevereiro de 2017 Beleza, Resenhas

Não é só porque é verão. Principalmente aqui no nosso Nordeste lindo que tem um sol pra cada cabeça {é ou não é? kkk}, precisamos tomar muito cuidado com a nossa pele e, não só tratar, como proteger, que é o principal método de prevenção de doenças de pele relacionados ao sol, como o câncer de pele e também as indesejadas ruguinhas, né non? 😉

Sempre sofri para encontrar um protetor que gostasse e, por isso, abdiquei do uso por muitos anos. Até começar a sentir os sintomas na pele (literalmente), como um princípio de câncer de pele, sardinhas e agora um melasma {uó!} e me vi obrigada a procurar incansavelmente por um que me adaptasse.

Minha pele não é oleosa, mas sempre fui enojada ao sentir qualquer coisa sob ela, como é o caso da maioria dos protetores, que dão uma sensação pesada, né? Enfim… Eis que, finalmente, conheço o meu queridinho da vida: o Anthelios AIRlicium, da La Roche Posay.

Mas o que seria a Tecnologia ARIlicium?
Seguinte: é uma nova tecnologia que contém micropartículas matificantes encapsuladas em 99% de ar, segundo a marca. Falei grego, né? {kkkkkk}… Traduzindo, ela consegue um controle inteligente do brilho, ativado toda vez que a pele produz oleosidade ou umidade.

Minhas impressões sobre ele:
Segundo a minha Dermatologista, Dra. Mecleine Dantas, é um protetor extremamente confiável, pois passou por todos os testes de eficácia da Anvisa, então me sinto realmente segura e protegida ao usa-lo. Fora isso, é perfeito para o dia-a-dia e, principalmente, para usar antes da maquiagem, pois ele é super sequinho, não pesa e nem faz a base craquelar.

Existe na versão com cor, mas esta sempre oxida na minha pele, deixando-a escura e alaranjada, então pra mim {branquela} só rola o incolor. Ah, este meu da foto tem o FPS 30, mas também tenho o FPS 70.

Valor: R$79,90 aqui no site da marca. {mas tem na maioria das farmácias!}

Previous Post Next Post

Você pode gostar também

1 Comentario

  • Resposta Fernanda 24 de abril de 2017 at 22:03

    Eu usava e gostava, mas não dá pra admitir uma marca testar em animais. A La Roche nesse ponto decepciona.

  • Deixe um comentario